Como fazer ovos moles de aveiro

ovos moles aveiro

A receita de ovos moles é, sem dúvida, uma das mais procuradas para reproduzir em casa. Tal não seria de admirar, ou não fosse este um dos doces portugueses mais apreciados e com história que existe.

Certamente que já deves ter experimentado este manjar dos deuses. Porém, provavelmente não sabes qual é a origem deste doce conventual. Queres saber a sua história e como o podes fazer em casa? Então continua a ler o nosso artigo!

A história dos ovos moles de Aveiro

ovos moles aveiro receita
fonte: sisab

Para começar, temos que dar especial destaque a esta maravilha de Aveiro. Porquê? Porque foi o primeiro produto da pastelaria portuguesa a receber a denominação IGP, isto é, Indicação Geográfica Protegida. Por aqui já podes perceber que este é um doce com importância para a gastronomia portuguesa.

A produção deste doce é de origem conventual. Ou seja, significa que começou a ser feito em conventos, uma prática secular com origem no século XV, com recurso a uma grande quantidade de gemas de ovo e açúcar. Aliás, tão é verificável graças à cor deste doce.

Segundo se consta, existem diversos documentos e testemunhos históricos que passaram de geração em geração a referir que os ovos moles eram servidos como sobremesa. Inclusive, Eça de Queirós frisou esse detalhe nas suas obras “Os Maias” e “A Capital”.

HTML tutorial

Como começaram a ser feitos os primeiros ovos moles de Aveiro?

Reza a história que foi uma freira do Convento de Jesus que criou este doce. Como se encontrava em jejum forçado, quis algo doce para saciar a sua fome. Por isso, juntou grandes quantidades de gemas com açúcar. Contudo, como foi apanhada em flagrante, escondeu esta mistura na massa das hóstias. No dia seguinte, todos ficaram a conhecer a iguaria e consideraram-na um verdadeiro milagre. Algo curioso e que tu não imaginavas, pois não?

Onde comer em aveiro com os melhores restaurantes da cidade. Descobre tudo aqui

Preferes em massa de hóstia ou em barricas?

A versão mais conhecida é, sem dúvida, aquela que é apresentada em massa de hóstia. Porém, se já foste a Aveiro, já viste que existem barricas, normalmente com desenhos da Ria de Aveiro, nas lojas da região. É lá que se armazenam também os ovos moles! A diferença é que se come à colher.

Onde é que são produzidos os ovos moles?

Conforme referimos, este doce conventual tem denominação IGP – Indicação Geográfica Protegida. Por isso, não podem ser confecionados em qualquer região. Existem áreas geográficas específicas onde é permita a sua produção.

Assim sendo, em Aveiro, os concelhos de Águeda, Albergaria-a-Velha, Aveiro, Estarreja, Ílhavo, Mira, Murtosa, Oliveira de Frades, Ovar, S. Pedro do Sul, Sever do Vouga, Tondela, Vagos e Vouzela são os únicos que podem produzir esta iguaria.

Qual é o método de produção deste doce?

Apesar de a seguir partilharmos contigo a receita dos ovos moles, queremos mostrar-te quais são as principais etapas de produção deste doce. Acredita, vai ser útil para te organizares e reproduzires em casa!

  1. Preparação da calda de açúcar;
  2. Junção das gemas de ovo cruas na calda de açúcar;
  3. Cozedura da massa
  4. Repouso da massa
  5. Enchimento das hóstias
  6. Finalização com calda de açúcar ou chocolate (opcional).

Ovos moles: receita original

Tempo de preparação: 25 minutos
Dificuldade: Fácil
Rendimento: 24 unidades

Não te assustes! Como se trata de doçaria conventual, e à semelhança de outros doces deste tipo, vais precisar de muitas gemas para conseguires realizar a receita. Se conseguires ovos caseiros (quem sabe pedir àquela avó que cria galinhas), mais saborosos ficam os teus ovos moles.

Vamos lá! Começa por separar 8 gemas e reserva. De seguida, num tacho, junta 100g de açúcar e 100ml de água. Leva a lume branco, mexendo sempre. Assim que passares a colher pelo fundo do tacho e o conseguires ver, é sinal que estás no ponto estrada, que é o que se pretende. Desliga o fogão e deixa a mistura arrefecer.

Numa panela à parte coloca as gemas previamente batidas e cozinha-as em lume brando. Vai acrescentando a mistura de açúcar lentamente, mexendo sempre para ligar bem os elementos. Assim que a mistura começar a ficar espessa, tira do lume para não cozinhar demais.

Para recriares os ovos moles de Aveiro, podes comprar em lojas de artigos para pastelaria formas de hóstia pré-feitas. Basta recheares cada metade com doce de ovos e usares um pouco de clara de ovo batida para colá-la a outra metade de hóstia.

Há quem opte por acrescentar um pouco de canela em pó na mistura de ovos para dar mais sabor a receita. Embora este ingrediente não faça parte da receita original, esta pode ser uma opção caso queiras reduzir a quantidade de açúcar.

Atenção: a ideia é não haver desperdício. Por isso, não deites as claras fora! Opta por reservá-las para fazeres outras receitas como molotof, ovo de claras ou omeletes de claras. Por isso, já sabes o que tens que fazer para contribuir para combater o desperdício alimentar!

Partilha connosco: gostas deste doce?

Sabias como escalfar um ovo? Se não , tens aqui receita com ideias para escalfar um ovo.