Bacalhau à Gomes de Sá Receita

bacalhau gomes de sá receita

Embora a comida rápida seja uma verdadeira tentação, existem outras alternativas mais saudáveis: é aqui que a receita de bacalhau à Gomes de Sá entra em ação.

Dizem que existem mais de 1001 maneiras de cozinhar este peixe. Aliás, nós até já partilhamos quais são as nossas 3 receitas fáceis de bacalhau a pensar naqueles dias em que a preguiça bate à parte. Mas sem dúvida que à Gomes de Sá é o mais conhecido e popular na Invicta. Tal não é de admirar, ou não fosse este um prato típico desta região.

Queres saber um pouco mais sobre a receita de bacalhau à Gomes de Sá e como ela surgiu? Só tens que continuar a ler o nosso artigo! Além disso, vais encontrar a receita que deves seguir, bem como algumas dicas que serão úteis para a confeção do prato.

Como surgiu o bacalhau à Gomes de Sá? -Origem

bacalhau gomes de sá receita
fonte: dahoraparaacoczinha

Tal como outros pratos portugueses, este prato típico do Porto tem o nome do seu criador: José Luís Gomes de Sá Júnior. Curiosamente (ou não), este portuense tinha como profissão negociar bacalhau na Ribeira. Por isso, melhor do que ninguém ele conhecia bem esta matéria-prima.

Reza a história que, passado algum tempo, vendeu esta receita a um colega, que era proprietário do Restaurante Lisbonense. Como seria de esperar, o prato rapidamente se popularizou pela Invicta e, não muito mais tarde, pelo país.

HTML tutorial

Há ainda um facto curioso: segundo se consta, a receita original sugeria que se amaciasse as lascas do bacalhau em leite.

Bacalhau à Gomes de Sá receita

Tempo de preparação: 60 minutos

Dificuldade: Média

Rendimento: 4 pessoas

Embora muitos façam esta receita com migas do Paloco, o grande segredo para o sucesso de um bom bacalhau à Gomes de Sá é o uso de bacalhau, sobretudo de boa qualidade. 

Por isso, começa por demolhar o bacalhau seguindo as indicações dadas no final do artigo. Para te facilitar o processo, podes comprar bacalhau congelado e higienizado, algo que encontras facilmente na secção dos congelados no supermercado.

Em primeiro lugar, põe a cozer 4 ovos. Entretanto, coze meio quilo de bacalhau, 400g de batatas cortadas aos cubos e lavadas, uma folha de louro e pimenta branca numa panela com água suficiente para cobrir tudo. Ao fim de 15 minutos, desliga o fogão.

Retira o bacalhau, limpa-o de espinhas e peles, desfia-o e reserva.

Depois, faz um refogado com azeite, 3 dentes de alho picados, 3 cebolas cortadas às meias-luas e algumas folhas de louro. Apura bem pois esta é a base do sabor do teu prato.

Agora junta as lascas de bacalhau e as batatas, envolve tudo bem e tempera com sal e pimenta caso seja necessário. 

Assim que estiver tudo pronto, põe numa travessa. Decora com ovos cozidos cortados, azeitonas e salsa picada a gosto. Rega com um fio de azeite e serve! Podes acompanhar com vinho verde (ou outra bebida à tua escolha) e broa de milho. Fica delicioso!

Dica: se quiseres, podes cozer batatas novas (aquelas que são usadas para assar) com casca. O prato fica ainda mais delicioso! Para isso precisas de lavar em água, sal e vinagre para retirar todos os excessos de terra.

Como fazer um bom pudim de leite condensado

Bacalhau à Gomes de Sá sem batata

Tempo de preparação: 60 minutos

Dificuldade: Média

Rendimento: 4 pessoas

Por esta é que não esperavas, não é verdade? Pois bem, seja por uma questão de gosto ou porque não tens batata para fazer a versão mais comum, a verdade é que consegues fazer esta receita sem usares batatas. Aliás, é perfeita para quem quer cortar os hidratos de carbono (é o teu caso? Nós sabíamos ;)).Como? É o que te vamos explicar já a seguir.

Em vez das batatas, o que precisas é de cozer brócolos e couve-flor a gosto. Coloca num tacho com água temperada com sal durante aproximadamente 5 minutos. De seguida, só precisas de separar em floretes e temperar com pimenta. De resto, só tens que seguir as indicações da receita anterior. Depois envolve tudo juntamente com o bacalhau e serve decorado com ovos cortados às rodelas e salsa picada a gosto.

Como demolhar bem o bacalhau?

Conforme falamos anteriormente, fazer esta receita com bacalhau de boa qualidade é meio caminho para ter um resultado final ainda mais saboroso. Mas para isso é necessário saber demolhar o bacalhau seco.

Embora pareça difícil, a verdade é que este é um processo fácil de seguir. Tão fácil que só precisas de uma bacia e de espaço no frigorífico. Queres saber mais? Continua a ler, não vás já embora!

Antes de começar

Em primeiro lugar, é importante saber que cada bacalhau tem o seu tempo de demolha:

  • Corrente: 36h;
  • Crescido: 48h;
  • Graúdo: 55h;
  • Especial: 72h.

O processo da demolha

Agora que já sabes quanto tempo é que tens de demolhar o teu bacalhau, eis que passamos, finalmente, ao processo propriamente dito!

Começa por retirar o excesso de sal passando o bacalhau por água corrente. Depois, coloca numa bacia com água fria e com a pele virada para cima.

Guarda no frigorífico e muda a água 3 vezes ao dia, no mínimo duas vezes. Faz este processo respeitando o tempo de demolha referido anteriormente.

Partilha connosco: tens algum segredo sobre a tua receita de bacalhau à Gomes de Sá? Queremos saber tudo!

Procuras mais receitas? Podes encontrar mais receitas de bolos neste artigo.